Quando a gente não tem mais vinte anos..

14:28


O mundo deu muitas voltas desde que você fez vinte anos e a vida está aí, fora da sua janela. Ela mesma, a vida sem rodinhas na bicicleta. E você mudou sem oferecer a menor resistência, sem se surpreender com as coisas que chegaram e se instalaram. Deu muita cabeçada até entender como as coisas funcionam. Até entender que por mais que você escolha a vida, as pessoas e o futuro que quer, é MUITO difícil encontrar o caminho.

Quando você não tem mais vinte anos é outro jogo. Pelo menos metade dos seus amigos já se casou e boa parte das suas inseguranças se foram pelo ralo. Você já não tem tanto tempo para ouvir os seus discos preferidos e deixou de lado  as  paixões arrebatadoras para apostar o futuro no que  é sensato e bem pensado, ou, se deu o luxo  de fazer exatamente o contrário. Descobriu que não dá mais pra chorar no travesseiro pelos problemas não resolvidos e talvez, não te sobre tempo pra olhar para o teto e pensar naquele amor não correspondido. Até por que você também descobriu que nunca vai morrer por amor. Que a sua felicidade é muito importante para deixa-la nas mãos dos outros. E que chorar por um e outro será apenas algumas partes de um lego que ainda está longe de ser montado. Á essa altura você já teve um grande amor e provavelmente terá muitos outros. Mas aprendeu que o mais importante é o amor próprio e que você não depende do tal ‘príncipe encantado’ para ser feliz para sempre. Que pode conhecer vinte caras bonitos, atraentes, legais, inteligentes e que te tratam super bem. Mas será apenas um desses que terá ‘aquela coisa’ que você tanto quer.E que enquanto você não o encontra pode se divertir um bocado.

Seu círculo de amigos ficou menor. Você agora quer qualidade não quantidade. As multidões já não te atraem nem os lugares cheios demais. Quanto mais espaço pra respirar e viver melhor. Você escolhe as conversas que quer participar e até o seu riso tem mais opinião. Você chora com menos lágrimas por que aprendeu que só dói até quando você descobre que passa. Sabe que o caminho é lento,que cair faz parte, que tudo tem volta e que isso ainda é apenas o começo.
Você desapega. De pessoas, de momentos, pensamentos, de vontades e verdades.  Você muda por que se decepciona com amigos, com amores mas aprende que ter paz não é ter uma bandeira branca  estendida na janela. É ter a alma limpa e um passado que não te condena. Aprende o quão essencial é aprender. Aprende a falar menos e ouvir mais. Percebe que coisas que você transformava num grande problema nem eram assim tão importantes. E que o mundo não pára pra você sentir, pra chorar, comemorar e muito menos para não saber o que quer da vida. Por que a essa altura você descobre, também que, contrariando tudo o que você pensava, mesmo com o amadurecimento você vai continuar não sabendo o que quer. 

É quando você olha pra traz e pode dizer com toda certeza: ‘Ainda bem que eu não dei!’ Ou. ‘Que merda que eu dei!’. E que o dinheiro que você gastava saindo três vezes no final de semana, vai fazer falta no final do mês. Por que agora você que paga as suas contas. Gasta menos no Shopping para pagar o plano de saúde. Aliás, você passa a se importar muito mais com o seu corpo e sua saúde. Aprende três palavras importantes: Equilíbrio. Paciência. Relevar. Aprende que ninguém mais será o seu mundo. O seu mundo é aquele que você escolheu viver, com as pessoas que escolheu pôr dentro dele. Você descobre que a felicidade esta no caminho e nos momentos que passam tão rápido. Que toda amizade passa por ciclos e que algumas pessoas simplesmente tem que ir. Aprende que pra bater com a cara no chão não é preciso se jogar. E se você não aprender a se levantar nada do que faça valerá à pena. Você se sente muito mais bonita e segura do que aos vinte. Usa filtro solar, menos maquiagem e joias discretas. Está mais serena, sem medo de absorver apenas o que interessa. Sabe agora o que NÃO quer ser quando crescer. E, principalmente, sabe que cresceu quando olha para trás e resolve perdoar o que deu errado por que sabe que o melhor ainda está por vir.

Vinte e tantos, algumas dúvidas, respostas a mais que não existiam antes e apenas uma certeza: No palco da sua história, a atriz principal é você e a vida é muita coisa pra você ficar na platéia, passando por ela como mero coadjuvante.







You Might Also Like

0 comentários

MELHORES DA SEMANA

DIREITOS AUTORAIS

Licença Creative Commons
Este Blog está licenciado com uma Licença Creative Commons. Todos os textos neste site são de autoria de Dri Andrade Carollo. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

CRÉDITOS NAS IMAGENS

Algumas imagens que aparecem neste site são retiradas da internet. Se você possui os direitos de alguma, favor entre em contato, diga seu nome e eu coloco. Obrigada!

Subscribe