Meu lado ZEN

31 de maio de 2012
''As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz
– se não tiver, a gente inventa.'' (Caio F.A - O lindo)


Deixei a pressão, deixei a cobrança, deixei o carma, deixei a cara feia. Acordo e saio de casa mais cedo, não vivo mais a mando do relógio, não quero andar correndo, atrasada, pressionada. Não fico mais tentando equilibrar tudo e me sentindo culpada quando algo dá errado. Esse tempo já passou, hoje, conheço meus limites e só assumo aquilo que posso. Não tenho muitos apegos e tento construir minhas próprias verdades. Assisto menos Tv e leio mais livros e revistas. Não deixo mais que qualquer coisa tire a minha paz. Deixei de me preocupar com o que os outros acham, com a opinião que não me acrescenta. Resolvi dar uma chance pro mundo vai que ele fica mesmo doce... esse mesmo mundo que não é azul, tão pouco dark, ele que tem a cor que a gente pinta.

Quando Oscar Wilde disse que a maioria das pessoas apenas existe, ele estava certo. Tem muita gente passando pela vida sem realmente vivê-la. Nossas tarefas e afazeres diários, exigem a nossa atenção e tomam nosso precioso tempo. A gente vive tendo que sacrificar e abdicar de coisas que queremos e que adoramos hoje, para garantir o sucesso de amanhã, mas estamos sempre fazendo isso. Vira um vício e isso  é existir, viver tem outro nome, outro gosto. Tô a fim de gastar minha vida agora, pra quê ficar guardando pro amanhã se não sabemos quando será o ultimo? Vou usar o meu melhor perfume hoje sim sem conta-gotas, vou sorrir pro meu vizinho hoje sim, vou usar aquela roupa nova sim e o sapato novo que guardava pra ocasiões especiais vou tirar da caixa também, vou fazer o que me deixa feliz e ponto. Quero avaliar o que é realmente fundamental. A gente não pode esperar por uma crise pra descobrir o que é importante na vida. Sim, eu sei, simplificar é mais fácil dizer do que fazer, mas é preciso desacelerar em algum momento. Podemos fazer muito por nós, em coisas simples mas de grandes efeitos. A vida é um todo indivisível. Não dá pra separar uma coisa da outra. Ela é assim, incontrolável, essa montanha russa que nos faz crescer. Viver com um frio na barriga, com tantas dúvidas e se soubessemos da missa um terço, não teriamos esquentado nem metade dos neurônios à toa. Não é banalizar dores e ignorar os sofrimentos que sempre existem. É que a responsabilidade nos faz mais rígida, preocupada e quando a gente embarca de cabeça nessas coisas fica amarga, atrasada e perde a capacidade de se encantar com pequenas coisas, não precisamos nem merecemos viver assim.

É preciso fazer escolhas, já diz a letra da música, cada escolha uma renúncia. Desacelerar tem um preço. Não é fácil, mas desligar de tudo por um tempo ... isso não tem preço!
Decidi que quero trabalhar, quero evoluir mas não vou deixar que as coisas me tomem de mim e de quem eu quero bem. Não vou deixar que as obrigações sejam maiores que os prazeres. Quero viajar. Quero amigos que abraçam apertado e aperecem sem aviso prévio. Quero passear no parque com meu amor e a minha cachorra. Quero ver filme e comer pipoca, quero agir mais e pensar menos, delirar mais, ouvir minhas musicas todos os dias. Quero disposição pra conversar, pra ouvir, rir de coisas bobas com pessoas legais, aprender com quem é mais esperto do que eu, conhecer pessoas novas, sair do lugar comum. Fazer o que eu disse que não faria. Quero sossego, quero ter momentos de paz. Quero me dar mais prazer do que aborrecimentos, é um compromisso que assumo comigo. A vida é um pedra de amolar, ou desgasta a gente ou nos deixa afiados. Tudo vai de como cada um decide levá-la e o que a gente escolhe, é responsabilidade inteiramente nossa. Pra mim que  sinto tudo com muita intensidade é bem dificil não deixar que algumas situações me dominem. Quando estou feliz pra valer tudo é muito vivo, sanguíneo, tudo é muito colorido. Quando estou P da vida tudo também é muito cansativo, exaustivo e explosivo.

Parto do princípio que  'primeiro as obrigações depois a diversão', e isso dá uma boa organização na vida o que nos permite ser mais práticos, porém, quando as obrigações são tantas, a vida se torna chata e rotineira, e rotina meu amigo, é coisa que se deve saber lidar. Trabalhar e se divertir, juntar dinheiro mas também gastar quando e com que se tem vontade. Ter tempo pra namorar, pra jogar conversa fora, pra se dar pequenos prazeres. Pra ficar com você mesmo. Não quero ser cigarra nem formiga, um meio termo ta bom pra mim. Por que o que eu quero na verdade, é desfrutar da vida hoje enquanto poupo para o amanhã. Saí do medo, dos pré conceitos, dei um tempo pra mim, vou ficar mais relax mesmo, não vou exigir muito do próximo, não vou esperar considerações e respostas, vou fazer sem esperar retorno, se vier bem, ótimo, se não, ótimo também. Não quer me ligar, não liga, mas também não ligarei. Não quer ser feliz o problema é seu, mas não estrague o meu dia.

 É importante a gente fazer o que gosta. Escolher uma profissão que ame, enxergar as oportunidades que a vida nos dá todos os dias. Reclamar menos, sorrir mais. Ser mais tolerante com o outro. Ficar menos em cima do muro. Ser mais objetivo e aceitar o que a gente não pode mudar. Chega de bater com a cabeça na parede.  Por isso vivo atrás do meu lado zen, pra ver se evoluo de uma vez por todas. Nada de brigas, me afastei de gente vazia. Quero paz e quero amor. O mundo evolui, a gente evolui e aprende que certas coisas não adianta se preocupar e se desgastar. Não me cobro mais se não vou à academia, não me cobro se não estou bronzeada como gostaria. Aprendi a amar a minha vida. O que eu tenho e o que eu sou. Tentar melhorar, tentar me entender, tentar ser minha própria amiga.





"Quem compra imitação, merece-a."

22 de maio de 2012


Tem gente que tá muito a fim de um amor.Tem gente que tá tão a fim de um amor que aceita qualquer coisa que aparece pela frente. Troca filé por carne de segunda. Mulher que entra em um relacionamento ruim por pura insegurança. O cara não quer ela, tá na cara. Já deu mil provas disso, mas ela tá ali insistindo até o cara entregar os pontos. Mulher que sai com um cara que na verdade não gosta por comodismo, medo da solidão, interesse ou incapacidade de se fazer feliz. Por que não sabe o potencial que tem. Por que não se conhece. Mulheres emocionalmente dependentes, que deixam o homem se sentir superior a elas e depois reclamam que não sabem por que são tratadas assim ou assado. Por que o cara deixa ela esperando toda pronta em casa e depois liga dando uma descupa esfarrapada. Que dá um presente caro mas depois se sente no direito de cobrar isso e aquilo. Que jogam na cara, que julgam, que 'não sabem amar as mulheres', quer dizer, na verdade sabem, todo homem por mais bruto que seja sabe como amar uma mulher, pois isso é algo que acontece naturalmente quando ele encontra uma de valor. Quando um cara ama uma mulher de verdade, ele não dá desculpas, ele vai até o inferno por causa dela. Mas principalmente, homens amam mulheres que gostam de si mesmas, que são inteligentes, que sabem o que estão dispostas a dar em um relacionamento e o que querem receber em troca. Que sabem se doar sem sacrificar a alma.

E eu não falo só de dependencia emocional, essa é a pior de todas mas também existe a dependência econômica. Elas se trocam por um jeans de marca, por um jantar num restaurante caro, pela vida que jamais teriam sozinhas. Não é nada bonito. Tem muita gente por ai que não se respeita. Acho muito triste isso. A gente tem obrigação de se gostar, de se cuidar, de promover a auto-estima. Mulher que se respeita se valoriza e também exige isso do próximo. Qualquer próximo, seja ele homem ou mulher. Mulheres que se anulam apenas pra dizer que tem um amor. Por nada. Por um cara que não vale à pena. Por desespero, carência. Por que todo mundo tem um marido, namorado e ela também precisa ter e Urgente por favor!!  Gente, a vida de uma mulher não é feita apenas de 'homem', existe vida fora disso. Vamos procurar um objetivo pra perseguir e daí quando estiver linda, feliz, inteira e se respeitando vai aparecer um amor à altura e que valerá à pena. Quer coisa melhor do que encontrar um homem sadío, verdadeiro, honesto, feliz e pronto pra amar?

Não consigo entender tanta pressa, tanta carência, tanto medo de ficar sozinha por um pouco de tempo. Desespero pra agarrar o primeiro homem que vê, não importa se ele é feio que dói e se tem outras além dela.  Se é casado, solteiro ou tem namorada.Tenho certeza que todo mundo conhece alguém assim. Eu conheço!E também já fui solteira. Mas nunca fiquei por ai catando qualquer um pra minha vida não. Cuido muito bem de mim pra deixar qualquer um vir tirando proveito. Eu sabia que quando encontrasse alguém em quem quisesse investir o meu tempo e os meus dias, seria algo de verdade e um cara que valeria à pena. E a gente ficar se doando pra um, não da certo, se entrega pra outro também não dá certo , isso desgasta a gente até o ultimo fio de cabelo. Não vale à pena. Acredito que por trás de uma mulher mal amada por qualquer homem, existe uma mulher que quer mal a sí própria. E como tem mulher se enganando por aí. Como uma  mulher que sabe que um homem tem pouco ou quase nada a oferecer aceita ele assim mesmo? Se ela aceita qualquer coisa, então é isso que ela vai ter. Homens inteligentes, buscam mulheres inteligentes, por que eles simplesmente não conseguem ficar por muito tempo com uma mulher medíocre ao lado.

Pra mim, relacionamento é soma. A gente junta a nossa vida com a do outro, preenche os espaços vazios, enche o coração e a vida. Não vale à pena se vender, vender a felicidade da gente tão barato por homens que nos custam tão caro. A frase que intitula esse post é de uma propaganda antiga da Cartier, a foto de uma jóia fantástica com a legenda: "Quem compra imitação, merece-a.", e tem muita gente fazendo isso por aí. Comprando imitação ao invés de um amor de verdade.

***
Vou aproveitar pra agradecer o carinho no e-mail de quem tá sempre aqui. Legal conhecer mais de vocês que eu nem fazia ideia. ( Andrea, Amanda Bynes e Élyson Oliveira) Um beijinho pra vocês. E quem quiser pode falar comigo também por que eu a-d-o-r-o: driandradec@hotmail.com . Beijo...


Je t'aime

18 de maio de 2012

"E gosto das tuas histórias. E gosto da tua pessoa. Dá um certo trabalho decodificar todas as emoções contraditórias,confusas, somá-las, diminuí-las e tirar essa síntese numa palavra só, esta: gosto."
(Caio Fernando Abreu)

Você sabe que eu não sou de fazer declarações de amor. Não vivo te dizendo que você é o amor da minha vida inteira, que a nossa história vai ser eterna, que o nosso amor vai durar pra sempre, acho tão piegas, tão imaturo fazer isso. Jogar no outro a responsabilidade de me amar até que a morte nos separe e me colocar nessa obrigação. Amor não é isso. Amor é feito de liberdade. Estamos juntos até quando a gente fizer valer à pena. Até quando a vida achar que é, mas é claro, que seja eterno enquanto dure. E por favor, que dure!
Você me conhece, não gosto de florear, gosto de sentir as coisas do jeito que elas são. Do tamanho que elas tem, sou fiel aos meus sentimentos, se sinto digo, se não sinto fico na minha. Não, realmente não sou de declarações mas acho que se você quer que alguém saiba o quanto você o ama, você tem que dizer. E o que eu sinto por você vale cada palavra desse texto.Vale todos os esforços que eu tenho feito pra que isso prossiga.Você pensa que são as coisas grandes que você faz por mim que me deixam feliz, mas sabe que, na verdade, pra mim, são as pequenas coisas que fazem sentido. São nas pequenas coisas que eu te vejo e te admiro. Que eu me sinto amada. Eu sei que você não é perfeito e eu nunca quis que fosse, se existisse alguém perfeito seria chato demais, engomadinho, alinhadinho. Não curto isso.

Mas eu amo você assim, com esses defeitos que a gente vai tentando consertar. Com essa simplicidade. Com esse amor pelos bichos que eu tanto me identifico. Com essa bondade que existe dentro de você para com os outros. E como eu gosto de receber suas mensagens no meio de um dia de trabalho mesmo que você tenha dormido e acordado comigo - Como todos os dias -. Adoro quando eu não posso fazer e você me ajuda com os afazeres domésticos (do seu jeitinho, mas ajuda) OU....quando estou sem vontade de cozinhar e você me leva pra comer fora, uhu! Só você mesmo meu anjo. Você sabe que eu valorizo cada coisa, cada esforço. Não poderia ser melhor. Não poderia ser outra pessoa. Que me ajudasse tanto, me compreendesse tanto e me amasse assim,tanto! Que relevasse os meus 'vários' defeitos, manias e rabugices. Que achasse os meus sonhos importantes e me incentivasse a ir atrás deles. Que quando eu quero desistir por esta tudo tão dificil e massante, me abraça e me faz continuar. Que embarca nas minhas loucuras repentinas, nos meus sonhos mais urgentes. Mesmo que não tenha a obrigação de antecipar os meus desejos.

Eu tinha uma ideia tão diferente de casamento. As pessoas falavam em prisão, obrigações. Não vejo nada disso. A vida foi muito boa com a gente. Aprendi o verdadeiro significado da palavra Família. Antes eu achava importante, hoje eu entendo que é essencial. A base da gente. Pra onde a gente gosta de voltar todos os dias.Você aperfeiçoou em mim o companheirismo a persistencia, o altruísmo e me fez gostar mais ainda da simplicidade por que você se parece comigo nisso, eu não daria certo com um homem cheio de frescuras e exigências, carências insolúveis e possessivo. Você me tem por que me deixa livre. E eu também te deixo, mas fique aonde minhas vistas possam te ver ok? Passei por cima de mim mesma tantas vezes pra deixar de ser orgulhosa, teimosa e aprender a enxergar o outro, aprender a me doar inteiramente e ter paciência com os defeitos alheios assim como eu quero que tenham com os meus. E como é importante a gente aprender isso na vida. Por que o amor não é filme de hollywood. É tijolo por tijolo, dia a dia. É conviver com a imperfeição.
Eu não preciso esconder de você as sacolas de compras. Não existe - 'operação-esconde roupa-nova'- lá em casa. Por que você não se mete em como eu gasto meu dinheiro. Por que você me deixar ser quem eu sou. Não preciso te dar as coordenadas do que faço, pra onde vou. É tudo tão simples e gente que faz isso é tão boba. Não preciso investigar o teu celular , o teu e-mail as tuas contas, o perfume na tua roupa, por que eu sei e você também sabe que a gente só está junto por amor e nada mais que isso. Nada nem ninguém nos obriga a continuar.

A gente tá junto por que se quer. Se admira e se precisa. A gente não precisa de nada lá de fora. Aqui dentro já existe tudo. Amor, tesão, respeito, confiança e liberdade. E eu? Eu confio na tua honestidade, idoneidade, teu caráter e no teu bom senso. Hoje em dia é dificil isso, as pessoas vivem desconfiando umas das outras, mas eu acredito que quando a gente ama, ou se confia ou não se confia, por que não dá pra ficar em cima do muro. Enquanto você não me provar o contrário continuarei assim.Então não me faça perder a confiança por que ela nunca mais voltará pro lugar. Vamos lá, a vida de nenhum casal é feita de flores, nós sabemos, tem fase chata, rotina, ciúme, discussão. Tem que ter paciência com o gênio dificil, os costumes malucos, a manias. Mas vale tanto a pena tentar por que o amor é uma recompensa para os resitentes. Nós já tivemos nossa fase complicada mas ficamos muito mais fortes e unidos depois que ela passou. Não, não é preciso um super-homem, um homem-super. Um homem infalível. Só tem que ter o que eu preciso. Só é preciso que me veja, que eu te veja, que a gente se complete, que se baste. Só precisa que seja você.

Algum sonho pra gente!

15 de maio de 2012
(Paris...Ah Paris...)

Hoje acordei sentindo uma coisa boa. Hoje, logo hoje que tinha tudo pra ser um dia feio. Tá chuvoso, nublado. Tá frio e meus dedinhos estão congelando. Mas a chuva tem o lado bom, sempre dá vontade  da agente refletir sobre tudo, sobre a vida. Ontem consegui dormir mais cedo, cedo tipo 23h você não sabe o que é isso pra mim! Então acordei bem. Disposta, sem preguiça,quieta por fora como sempre quando acordo mas cantante por dentro. Nessa de refletir tenho me observado. Procurado me olhar mais no fundo. E no fundo a gente sempre encontra mais coisas e confesso, tenho gostado do que tenho visto. Tenho gostado mais de mim esses tempos. Tô orgulhosa de como tenho conduzido as coisas, apesar de. Embora, não esteja sendo fácil como eu queria.To orgulhosa dos sonhos que tenho sonhado, do que estou esperando da vida pro futuro. É tanta coisa boa, é claro, a gente sempre espera um monte de coisas boas, mas é diferente sabe? Eu sempre pensei tudo meio premeditado e agora, tenho me surpreendido com as coisas novas que a vida tem me feito sentir, sonhar, esperar. Adoro ter e fazer planos. Eu sei que a gente tem que viver um dia após o outro, mas isso nunca foi muito o meu forte.Vivo o hoje sim, mas sempre tenho que ter seja uma pontinha de pé no amanhã. Acho que é isso que me move. Fazer planos. E fazer planos é parte um pouquinho de sonhar.

Tem gente que tem tanto sonho que uma bolsa só já não cabe é preciso uma mala. Já faz um tempo que decidi não fazer tantos planos, então sonho uma coisa de cada vez, no máximo três vai...como estou sonhando agora, mesmo sabendo que tudo leva um tempo pra acontecer. Resolvi viver a vida que me faz feliz. Mas o que faz a gente feliz nem sempre é rápido e fácil. A gente muda e os sonhos mudam junto com a gente a medida que tudo se transforma, a medida que o tempo passa. E como a gente muda! Amadurecemos, nossos sonhos também. Posso dizer que já realizei alguns sonhos, sou feliz por isso e me dá gás pra continuar indo atrás do que me realiza. Não acho justo a gente se desfazer dos sonhos. Soa covarde. Eu sei. Fazer com que o sonho se realize não é nada fácil. Por diversas vezes no meio do caminho a gente tem vontade de desistir, parar tudo e mudar a direção. Mas a esperança que permanece sempre como uma vela acesa dentro da gente nos diz para continuar, que pode ser possível. Sonhar é uma aventura onde embarcamos sem passagem de volta. Sem sonho, a vida perde o sentido. São os sonhos que fazem a gente viver. Se movimentar, ter objetivos, correr atrás. Mas a gente precisa ver se o sonho é viável. A gente tem que ter noção até no que sonha. 

Primeiro vamos parar de acreditar nessas coisas de que ''a gente carrega dentro do peito todos os sonhos do mundo''. Mentira. Bonito e romântico, mas não serve. A gente carrega o que a gente quer carregar. A gente sonha o que a gente quer sonhar. O que a gente ''PODE'' sonhar. Eu não sonho em ter uma Ferrari, por que eu sei que não posso ter uma Ferrari, pelo menos não agora. Quando eu era criança adorava aprontar, era inquieta, sempre tava inventando alguma coisa 'nova' . Não tinha irmãos mas fui criada com meninos (meu tio(mais novo) e meu primo) daí você já pode imaginar, eu era a garotinha da casa e quase sempre a responsável pelas idéias mirabolantes. Nunca tive medo de inventar moda, explorar coisas diferentes, me aventurar. Às vezes era muito legal, mas às vezes dava uma merda fenomenal. Bom, só to falando isso pra dizer que a gente deve ser meio como criança, desprovida de medo quando quer alguma coisa, mas em contra partida, precisamos ser gente grande e ter os pés no chão. Nunca tive muito medo de me lançar em nada, porém, tento ter discernimento. Por que o medo nos faz ficar estagnados, petrificados. Nos faz perder grandes oportunidades de sermos mais felizes. Se tem uma coisa que tenho tentado é me preocupar menos com as coisas. Não é virar irresponsável, mas é não deixar as cobranças externas me sugarem, e as internas saber controlar. Tenho me tirado mais do controle das coisas, vivido e esperando pra ver qual é. Isso tem tido um gosto incrível!

Realmente me sinto mudada. Antes, como eu disse, já seguia um roteiro pronto. Agora, até tenho me permitido fazer planos novos no meio do caminho, planos esses que saem mudando a direção de tudo que já estava planejado. Ah! Quer saber? A vida passa rápido, a vida é pra ser vivida. Não adianta ficar esperando a felicidade bater à porta. A gente abre ela e chama a felicidade pra entrar. Pra caminhar com a gente. A gente tira do caminho tudo que é peso, tudo que não acrescenta. Tenho planos novos para esse e para o outro ano (óh eu tentando planejar a vida a longo prazo) e tô feliz com esses planos. Um deles é o plano B que eu to preparando pra mim, pra minha vida.

E você? Está parado? Estagnado? Precisando de mudanças e sonhos na vida? Então reflita, tome uma decisão por você também e procure ser feliz hoje. Siga em frente sem pensar no passado, no que não deu certo. As dificuldades vem pra nos fazer capazes e pra te dar no final aquele gosto de sim, eu consegui!!!



Sou mais do que o seu olho pode ver! (Pitty)

10 de maio de 2012


Invisível. Olha que palavra mais legal. É aquilo que olhos famintos não conseguem enxergar nem alcançar. É exatamente o que eu gostaria de ser em certos momentos. I-n-v-i-s-i-v-e-l. Justo nesse momento virtual que nós vivemos em que todo mundo quer existir pra todo mundo, tem dias em que eu quero mesmo é ficar invisível. Pra que certas pessoas não me vissem, não me dirigissem a palavra, não me falasse pelas costas, não me observassem com tanto empenho e assim, não sugassem a minha energia. Invisível, pra não incomodar a quem não me faz a menor diferença na vida, a quem eu só percebo por que não sabe me esquecer e viver a própria vida. 

Muito pouca gente conhece o meu 'outro lado' nada simpático. Ando meio azeda mesmo, e quer saber? Eu não gosto nada disso, quem me conhece de verdade, de verdade mesmo sabe que quase sempre estou bem humorada e soltando sorrisos (pra quem eu gosto é gratuito e toda hora), mas tem dias que não dá. Tem coisa que não desce. É raro, mas às vezes, inexplicavelmente, não topo com a cara de alguma pessoa. Mesmo que ela nunca tenha me feito nada. Sei lá, eu tenho um faro que me diz quando eu devo me aproximar e quando eu devo me manter longe. Não dá pra forçar amizade, é o tipo de coisa que nasce com o tempo. Tentar criar uma intimidade que não existe é um erro.

É incrível como um momento bom, sempre tem que vir acompanhado de um encosto pra tirar a tua paz. Ando um pouco cansada de gente que não cresce, que acha que o mundo gira em torno dela. Que não tem nem um pouco de inocência dentro de si. Ser inocente não é ser burro, bobo ou otário. É não perder a leveza da vida, é ter olhos que vêem o bem, e não o mal em tudo e não o lado podre de tudo. Gente que não tem outra coisa pra fazer da vida do que ser parasita. Ai...preguiça imensa de gente assim.
Sobre o meu outro lado. Todo mundo tem dois - o YIN e o YANG - se você diz que não tem parabéns. Você é a pessoa mais vazia do mundo.Ter dois lados não significa ter duas caras, esse tipo de coisa deixa pra esse tipo de gente.

Eu não sou boazinha mas também não sou má. Tenho gênio forte isso é fato, mas te trato com educação e respeito mesmo que eu não goste de você. Apenas não vou me interessar por você, não vou conversar, não vou dar sorrisos falsos. Não vou. Tem gente que só por que você não quer ser amiga dela, vira o cão pra você. Sinto muito, é chato, mas eu me reservo o direito de andar com quem eu me sinto bem. Sou legal com quem é legal comigo...Não sou legal com quem não é legal. A gente cansa de ser boba. Antigamente se não estava bom eu chamava a pessoa pra conversar. Hoje em dia eu simplesmente ignoro, fico indiferente. O que não me importa não me atinge.

É tão melhor a gente ser legal, a gente ser simpático com as pessoas, por que tanta gente tem dificuldade nisso? Queria entender. Em alguns momentos é preciso ter muita paciência. Você tá num nível de cabeça, de espírito e o cidadão(a) do seu lado, tá em outro. Tá limitado, tá pequeno. Tá mesquinho. A pior coisa é você estar inocente e os outros ao seu redor igual chacais esperando uma oportunidade de te devorar. É um clima ruim, pesado, tenso, carregado. Faz tempo que não sentia isso. Essa gente precisa é ouvir música e se apaixonar. Ver o que tem dentro é uma arte e é pra poucos. Gosto de gente transparente, mas é diferente de ser invisível. Muito diferente. Quer saber? Eu vou ouvir minhas músicas e me apaixonar mais e agora quem vai ficar invisível é essa gente Fo-re-ver!!

*** 
Amores, desculpem o mau-humor e o desabafo, mas tava precisando soltar o verme. aff.

O vazio de não acreditar em nada

7 de maio de 2012

Vou falar a verdade. Eu tinha outro texto pra postar aqui hoje. Mas me deu uma vontade imensa de falar sobre fé e eu mudei de idéia.

Sabe, eu sou uma pessoa de fé. Tenho muita fé nas coisas e pessoas boas, de energia positiva. Acredito nas coisas que a gente faz com paixão, com entrega, com amor. Acho que a gente não pode viver sem fé. Sem acreditar em alguma coisa. Cada um tem no que se agarrar. Mesmo que a gente não acredite nas coisas uns dos outros, mas há que se agarrar em algo pra si mesmo. Eu acho muito triste quem não acredita em nada. Quem não tem algo pra fechar os olhos e pensar com força. Gente que vive pela vida sem saber o que esperar. Sem um motivo pra acordar. Sem saber ou desejar o lugar pra onde vai quando morrer. Não tenho nenhum tipo de superstição. Só acredito em dar e receber. Em o que vai volta. Piamente.
Eu não gostaria de sentir nem por um momento o vazio de não ter em que acreditar. Acho que a crença é uma coisa importante pra nossa existência. Tenho fé que quando a gente faz algo com o coração, dá frutos. E que tudo que a gente deseja volta pra gente de alguma forma. Deito a cabeça no travesseiro e durmo tranqüila. Tenho paz. Tenho Deus. Não desejo o mal pra ninguém, até por que acho que se a boca fala do que o coração está cheio e se meu coração esta cheio de felicidade, paz e coisas boas, não tenho como proferir nem desejar coisas ruins a ninguém. Acho que é perda de tempo, o mundo dá muitas voltas e não é à toa, lá na frente ele mostra quem está certo e quem está errado ou, quem não sabe de nada. Desejar o mau, querer vingança só gera aborrecimentos, tô fora. Sai pra lá gentinha pequena. Negativa. Não somos Deus pra saber a medida de nada. Então, vamos deixar a vida fazer o trabalho dela.

Sempre fui muito otimista com a vida, mesmo quando estava chorando procurava um motivo pra sorrir, pra sair daquela. Não tenho a menor vocação ‘pro nada’. Pra tristeza, eu acho que ela vem sim, mas não pode ficar. Algumas pessoas tentam puxar o seu tapete, fazem urucubaca pra você se dar mal, inventa artimanhas, criam situações com você. Coitados. Nada disso me preocupa, tem certas pessoas que, quando vejo que estou desagradando, então é por que eu estou fazendo a coisa certa. Não acredito nem tenho medo de gente que me olha ruim,torto, que me deseja o mal. Por que sinto que Deus sempre me protege contra isso. Mas eu tenho medo de gente que esconde sentimentos, que se sufoca por dentro, que olha pra você e você não entende o que significa, gente que se esconde atrás de uma capa. Tem gente que só vive disso. Não faz bem pra alma cultivar sentimentos ruins. Você fica feio, amargo, triste e repelente. Pra quê? Cada vez mais me convenço de que estou indo no caminho certo. Por que olho pra minha vida e pra vida de quem não acredita em nada e vejo as grandes diferenças. Onde Deus está tudo dá certo, tem vida, tem amigos verdadeiros, tem coisas boas chegando, acontecendo. Por isso é importante acreditar e principalmente acreditar em você mesmo. Agora, tem muita coisa que eu desacredito também. Não acredito em gente que fala uma coisa e faz outra. Que finge te dar amor quando na verdade é só confete. Que fala que é tua amiga e te engana. Que não sorri. Não se abre. Que é de pedra. Cruel isso. Mas é real, existem pessoas assim. Mas dessas, eu quero passar bem longe...

Tem vezes que eu sinto uma vontade de correr pra dentro do meu quarto e ficar umas horas ali falando com Deus. Me analisando. Analisando o que eu to fazendo. Buscando resposta. Me perdoando, pedindo perdão. Sabendo se eu to agradando Ele. Se Ele ta feliz comigo. Não rezo terços, não faço promessas e não gosto de fanatismo. Amo Deus , respeito todas as religiões mas não gosto de gente que exagera. Não acredito em orar coisas decoradas, repetitivas, Deus não é surdo. E é bondoso demais pra nos pedir algo em troca. É bem melhor conversar, dizer o que sente espontaneamente. Tenho certeza de que Ele se agrada mais quando ouve a ‘nossa voz’. Independente de religiões ou crenças, o importante é fazer o bem, é o que você levar dentro de você, se for bom ou ruim, o tempo dirá, é pelos frutos que se conhece a árvore. Mesmo que ninguém saiba no que você acredita. Continue acreditando. É o que vai fazer a diferença no final.



Auto Post Signature