Erva Daninha

09:17


Eu tentei, eu juro que eu tentei evitar falar sobre isso, aliás, eu sigo todos os dias da minha vida tentando não pensar em coisas que não constróem.Mas eu sou assim. A palavra fica aqui entalada na garganta e querendo pular pela boca.Tem coisa que vem pra machucar mesmo, arde, queima, dói e deixa a gente em carne viva. Quer ver uma coisa que faz isso muito fácil? Quando alguém que nem te conhece te julga ser uma pessoa que você não é. Fala do seu caráter sendo que ela mesma não tem nenhum e que no fundo, bem no fundo ela que sabe que você presta e muito.Outro dia assisti um programa no Discovery sobre uma pesquisa que constatou que nós, seres humanos lindos e perfeitos, julgamos o outro em menos de um minuto após conhecê-lo,com menos de duas palavras trocadas,sem saber o que se passa dentro, as dores e alegrias que o outro carrega.

Se o nosso santo não bateu é muito simples, não há gentileza que eu faça que mude sua opinião a meu respeito. Por que você bateu o olho em mim e construiu a imagem que a sua impaciência bem quis junto com todos os pré-conceitos dela. Adler descreve isso como uma espécie de química interior. Energias incompatíveis. Força interna que impede a aproximação de dois seres. Eu defino como falta de vergonha na cara e paciência pra tentar conhecer o outro primeiro antes de fazer juízo dele. Preguiça de entrar mais a fundo na vida do outro. É auto-estima baixa. É mau-humor com a vida. Já parou pra pensar em quantas vezes magoamos pessoas sem a menor necessidade? Não seria maravilhoso se as pessoas ao invés de virarem enviados do diabo e fazerem a sua caveira sem dó nem piedade e até mesmo se perderem de sí próprias, fossem sinceras: “Olha, não gostei do que você fez” ou “O que eu fiz para te magoar?”.

É muito fácil julgar, dificil é dar a cara a tapa quando reconhece que errou.É fácil se achar o fodão. Difícil é ser honesto com você mesmo, ser compreensivo, enxergar o outro como uma alma e não uma casca. Andei pensando sobre as relações dificeis que a gente enfrenta e cheguei a conclusão de que o que nos falta é paciência e cuidado com o que sai da boca. Tem gente que é erva daninha.Você cuida tão bem do seu jardim, poda ele, planta flores, árvores,coloca cerca, rega, cuida, ama e então, aparece a erva daninha maldita e estraga, se entranha e polui todo o ambiente. Você sabe que é forte e não pode se deixar abater mas aí, começa a esquisitice dentro de você, um ar pesado vai tomando conta, contamina, quer brigar com o que tem de bom, tira as forças, enfeia você, e te deixa num canto,cheia de interrogações, de vontade de não sair de casa,de descer do salto, sem ânimo, sem saco,entregue.

Mas você se concentra em olhar pra o que é real e o que é real não é nada daquilo que você esta vendo. Real são os amigos que sabem o seu valor e te lembram todo santo dia quem você é de verdade. Real é o lar pra onde você pode voltar todos os dias e se aconchegar nas asas de quem te ama e faria qualquer coisa pra te ver feliz. Real é a sua vida tão cheia de coisas boas, tão cheia de gente do bem. Real é essa mulher cheia de vida, de garra, de sentimentos bons, que sempre conseguiu tudo o que quis e nunca desistiu por causa de uma pedra no caminho. Que bom! Que bom que você enxergou isso a tempo. Antes da Daninha maldita conseguir te abraçar e te amargurar. Por que você nunca se entregou diante das dificuldades. Por que mágoas, desentendimentos, tristeza, são inevitáveis fazem parte da vida, mas é totalmente opcional se entregar ao mal que habita nisso tudo.Por que quando você coloca a sua atenção em coisas vãs, você deixa de dar atenção pra o que realmente merece.Viver é dificil, ser podado pra crescer dói e não é pouco.Tem coisa que a gente tem que deixar passar, não tem jeito.Tem gente que não vale uma dor de cabeça,gastrite, uma noite mal dormida,a opressão do nosso sorriso.Não faz bem pra saúde se desgastar com ignorância, fofoca e mesquinharia.

Vamos parar de uma vez por todas com essa mania feia e besta de achar que somos Google e que sabemos todas as coisas, inclusive ler o outro em menos de 1 dia de conversa. Não gostar de alguém é um direito que se tem, mas ser mal educado é pedir pra ser tratado com indiferença.Sinceramente, cansei das agruras alheias e isso não vai mais me tirar o sono, o humor, a leveza e trazer rugas pra esse rostinho bonito. Sabe por que? Por que a única energia que pretendo gastar com coisas desse tipo a partir de hoje, termina juntamente com esse texto.



You Might Also Like

11 comentários

  1. Pior que é verdade... julgamos sim, querendo ou não. O legal é ter consciência disso e saber que primeiras (segundas, terceiras...) impressões enganam. Leva-se muito tempo para conhecer de verdade uma pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Ge, sempre enganam, meu pai sempre diz que pra se conhecer alguem de verdade é preciso comer um quilo de sal com ele antes, e vc ja sabe o tempo que se leva para comer um quilo de sal né???

      super beijo

      Excluir
  2. perfeito!
    só o tempo e o viver..
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza lindona....ó tempo é pai de tudo bjs

      Excluir
  3. Quando eu falava sobre alguma pessoa ser chata e insuportável, se meu pai escutasse, certamente dizia: "você conhece a pessoa pra já ter um pensamento formado sobre ela?"... E quase nunca eu conhecia, era o tal do pré-conceito, infame e injusto.

    Seu desabafo sob forma de um texto tão cheio de sentimentalidade, diz tudo. Receio que jamais aprenderemos a olhar o outro sem expectativa ou prevenção, mas apenas olhar...

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um receio que tenho também, pois isso demanda muito boa vontade Mi, e o ser humano nem sempre tem....mas eu torço, um dia quem sabe conseguimos.


      bjs

      Excluir
  4. Péssimo topar com pessoas assim... Eu já tenho a postura de não falar nada, se não for acrescentar ou fazer diferença. Não gosto de picuinha e dar trela pra pessoas assim é pior.

    O importante é saber o que somos e como você disse amiga, não perder tempo com isso! ;)

    Beijoo

    ResponderExcluir
  5. Ah, se não quer mais falar sobre o assunto então nem vou comentar. rsrsrs

    Dri, outro dia li um texto parecido no blog Vida Real da Sam. Ela falava exatamente sobre essa antipatia gratuita. Vc vai mais fundo na questão, não é só o santo não bateu, o problema é sair metralhando o outro, sem ao menos dar a chance de se mostrar.
    A gente vê isso o tempo todo, principalmente no ambiente de trabalho. E se o clima for competitivo então, sai de baixo!

    um bjo, Dri

    ResponderExcluir
  6. Minha linda e querida amiga Dri, simplesmente sensacional o seu texto, conseguiu de forma objetiva e elegante fazer corretamente todas as colocações pertinentes. Minha linda com a espiritualidade que você tem já deu para perceber que, pode ser dificil no começo, encarar estas pessoas com compaixão aliviará a nossa mente e nos fará crescer na caminhada .Já me senti no chão, batia de frente e...nada mudava, fazer o jogo dos descompensados não leva a nada, fico feliz de ver que apesar de jovem sua observação da vida só lhe fará bem. Arrancar a erva daninha e deixar florescer o seu jardim ,mas entregar a Deus a criatura. Beijos, menina bonita.

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho é muita preguiça de gente assim... Só me importo com quem me importa, o resto é só o resto. Não gostou de mim? Fazer o que?...
    Acho que os anos me deram a receita para me blindar contra isso. Há pouco, havia no lugar onde eu trabalhava uma erva daninha dessa. Contaminava o ambiente e me incomodava ver meus amigos chateados com isso, mas a mim não fazia nem cócegas. Agora ela foi embora e a paz reina novamente.
    Claro, apesar da blindagem o ar está mais leve até para mim rs.
    bjos

    ResponderExcluir
  8. Dri queridona,existe uma diferença entre incomodar e desacomodar. O caminho do meio,o ponto de equilíbrio é reconhecer,compreender e modificar em nós mesmos o que o outro nos causa como impacto e nos repele. Pra isto além de maturidade precisamos de lucidez e principalmente nos (re)conhecer. Confesso que não vejo em muitas pessoas, infelizmente.
    bjos.

    ResponderExcluir

MELHORES DA SEMANA

DIREITOS AUTORAIS

Licença Creative Commons
Este Blog está licenciado com uma Licença Creative Commons. Todos os textos neste site são de autoria de Dri Andrade Carollo. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

CRÉDITOS NAS IMAGENS

Algumas imagens que aparecem neste site são retiradas da internet. Se você possui os direitos de alguma, favor entre em contato, diga seu nome e eu coloco. Obrigada!

Subscribe